sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Artigo do Jornal Expresso Ilustrado - 15 de novembro de 2013 - Crônica sem título - por Giovani Pasini

Crônica sem título

“Assim como as árvores mudam de folhas, as crônicas mudam de título”, escrevia Machado de Assis, num de seus artigos, em fevereiro de 1878. Tanto quanto as árvores, mudamos de folhas. Não me lembro de outro momento na vida, que tenha modificado os meus pensamentos de forma tão rápida. Na verdade, não foram os pensamentos, mas os conceitos. Conceituar é pensar com preconceitos ou, como queira, pré-conceitos. A ideia de rotular as pessoas me assusta, mais do que a de ser rotulado pelos outros. Gostar da solidão é uma qualidade, um trunfo: não precisamos qualificar ninguém, quando estamos sós.  (Adjetivar-te-ei?). Amar o próprio lar é conveniente, principalmente para quem gosta de ler. Penso que poderia ter sido um monge, pois no meu sangue corre a abstinência de silêncio. Gosto do meu altismo, mesmo sabendo que sou rotulado por alguns, por não ter ‘aquela’ simpatia eleitoreira. “Assim como os livros mudam de folhas, as pessoas mudam de tempo”. A realidade é que todos nós – do analfabeto ao mais letrado – nos afogamos com as sopas de letras, dos códigos lançados pela boca (fala) ou pelos dedos (letras). Algumas vezes, morremos enforcados com a própria língua; por isso gosto do silêncio. Aquilo que o humano escreve, geralmente, é melhor do que ele mesmo. Por isso, também, venero a literatura, em especial a brasileira. Só que adorar os livros e as aulas de imortalidade, não tem importância alguma para o leitor. Cada um com seus problemas. Cada um com suas neuroses. O que importa? Nada, ou quase nada. Afinal, já é quase dezembro e, mesmo que não tenhamos a solução para os males-nossos-do-mundo, as festas irão badalar e, com chuva torrencial ou sol escaldante, estaremos prontos para recomeçar. Esperança só existe com persistência.

Um comentário:

  1. Caro amigo Pasini: Crônica tão bem escrita não precisava título! Texto excelente, digno de um literato de escol, irretocável, pela profundidade e beleza do fraseado.Grande abraço de parabéns!

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...