sexta-feira, 30 de maio de 2014

Artigo do Jornal Expresso Ilustrado - 30 de maio de 2014 - Santiago: diagnóstico - por Giovani Pasini

Santiago: diagnóstico


Nascer em Santiago não é grande coisa. Eu nasci e, possivelmente, você também nasceu. Caso seja da redondeza, de Jaguari ou Nova Esperança, por exemplo, você sempre achará a sua cidade melhor que a nossa. Quero dizer, a terra natal somente é importante para os próprios nativos (ou para adotivos). Tudo tem a ver com os olhos. Isso mesmo, com os olhos. O mundo que existe é aquele que a nossa visão consegue alcançar. Sendo mais sucinto: nós não teríamos vínculo afetivo com o Boqueirão, caso tivéssemos nascido em Brasília. O gaúcho, povo inocente na sua maioria, tende a ter um “nacionalismo ufanista”; mais que isso, pendemos para um “regionalismo ufanista”. Pensamos, ingenuamente, que a terra rio-grandense é a melhor do mundo. Será? Dependerá de uma coisa – se você é gaúcho, ou não. No caso específico, se ama Santiago e tem ela como seu chão. Amar a terra do Caio Abreu não significa apenas ter nascido nela; é claro que não! Conheço quatro ou cinco pessoas “forasteiras” que já fizeram mais por essa terra do que a maioria dos que aqui nasceram. Outra “inocência-fanática” que algumas vezes temos – um bairrismo (panela), resquício do coronelismo do tempo da Guarda Nacional. Gosto das esquinas de nossa localidade: Getúlio Vargas, Tito Beccon, Bento Gonçalves, Pinheiro Machado... Aqui, caríssimo leitor, as esquinas reservam surpresas. Acrescente-se as praças; elas também causam sustos (bocas abertas e dedos nos lábios). Se um médico pudesse diagnosticar a Santiago do Boqueirão, ele diria: “Olha, você está com um caso crônico de admiração...” Por fim, ele concluiria “...é um caso raríssimo! O tratamento? Dois comprimidos diários de ‘cuide-da-própria-vida’ e, se der, faça uma pequena injeção de indiferença”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...