quarta-feira, 24 de junho de 2015

Artigo do Jornal Expresso Ilustrado - Academia Santiaguense de Letras (publicado em 19 de junho de 2015)

Academia Santiaguense de Letras


Semana passada, estive em Santiago para o lançamento da coletânea “Crônicas da Cátedra – Vol. 1”. Na oportunidade, no Centro Cultural, falei uma frase popular, tão repetida: “Saí de Santiago, mas Santiago não saiu de mim”. Essa é uma verdade pura e sincera. Quando assumi a cadeira de nº 31 da Academia Santa-Mariense de Letras, com muita honra, uma pergunta era latente e me incomodava: “Por qual motivo Santiago ainda não tem uma Academia?”. Recordei da conversa que tive com a Secretária de Educação e Cultura, Denise Cardoso, em 2009. Ela deve lembrar. Naquela época, após a fundação da Casa do Poeta de Santiago, dialogamos sobre a criação de uma Academia na Terra dos Poetas. Na ocasião, concordamos que o nosso município ainda não estava pronto. No dia 11 de junho de 2015, levei a proposta ao João Lemes, para que começássemos a debater tal assunto e, sem demora, um projeto fosse desenrolado. Nossa terra tem que ter a sua Academia. Ultrapassei antigas desavenças e telefonei para o Froilam de Oliveira. Afinal, uma iniciativa de tal proporção deveria ser superior ao próprio ego. Tive a grata satisfação de receber a notícia, pelo poeta Froilam, de que o Tadeu Martins já lidera uma iniciativa neste sentido. Portanto, descanso o resto de meus poucos fios de cabelo. Fiquei realmente feliz. Santiago, 6 anos depois, já está pronta para receber uma entidade de tamanha legitimidade. Esperamos que a comissão consiga o seu intento, ainda em 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...