quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Artigo do Jornal Expresso Ilustrado - 31 de dezembro de 2015 - Feliz Nova Vida



Feliz nova vida

Desejamos Feliz Ano Novo para muitos e também para nós mesmos, mas o que fazemos para mudar? Pouca coisa. As palavras elevam a alma, mas, algumas vezes, também empobrecem o espírito. Estamos com uma sociedade aos pedaços! Vemos demonstrações claras de intolerância, tendo uma crise social, política e econômica sem precedentes, que ameaça acabar com 2016. Além disso, somos simplórios: mandamos mensagens prontas, numa corrente preguiçosa de carinho superficial. O que fazer?

Penso que 2016 não virá negativo. O ano novo será uma contraposição explícita ao que eu disse antes (isso é Raul?). Temos que modificar o ambiente que nos cerca, com ações positivas, numa corrente que deve extrapolar o racional. Buscar a liberdade da opressão televisiva, que insiste em nos dizer que o Brasil é corrupto. Os brasileiros – nós todos – somos pessoas falíveis, mas apesar da maldade realmente existir, de maneira geral constituímos uma boa índole. Se o mundo nos parece errado, que pelo menos não seja o ‘nosso mundo’. Afinal, a palavra “réveillon” é um estrangeirismo que vem do francês e significa acordar, despertar, reanimar. Reanime-se e acorde. Aproveite o abraço de quem te ama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...